Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Associação IPSUM Home

Somos uma associação sem fins lucrativos reconhecida pelo Banco de Portugal, Direção-Geral do Consumidor e pertencemos à Rede de Apoio ao Consumidor Endividado.

Associação IPSUM Home

25.Jun.20

Alargamento de prazos e benefícios das moratórias

C O M O C R I A R (1).png

As moratórias oficiais têm como objetivo minimizar os efeitos negativos provocados pela pandemia na economia das famílias portuguesas, sobretudo, aquelas que estão a passar por um período de quebra de rendimentos, desemprego, entre outras condições. 

As moratórias públicas, tanto para particulares como também para empresas, alargaram o seu prazo até 31 de março de 2021. Convém referir que estes novos prazos aplicam-se às novas moratórias e às que foram subscritas em períodos anteriores ao prolongamento estipulado pelo Decreto-Lei n.º 26/2020. Quanto à sua solicitação, o prazo pode ir até ao final do mês de setembro. 

Além disso, constata-se novidades que são especialmente do interesse das famílias e particulares. Inicialmente a moratória do Estado, lançada em março, visava somente o crédito habitação. No entanto, segundo o comunicado do Banco de Portugal, alargou-se a tipologia dos contratos, sendo que agora passa a incluir créditos para despesas de Educação, académica e profissional, bem como “todos os créditos garantidos por hipoteca, a locação financeira de imóveis destinados a habitação”. 

Por último, esta moratória passar a incluir mais beneficiários, principalmente, aqueles que residem fora de Portugal e que cumpram os critérios de acesso a esta moratória. Vem ainda beneficiar os elementos do agregado familiar do mutuário, isto é, de quem pediu o empréstimo e também “os mutuários que sofram uma perda temporária de, pelo menos, 20% do rendimento global do respetivo agregado familiar em consequência da pandemia de COVID-19”.

 

@fundacaoedp @ates @universidadecatolica @catolicaporto @incentivarapartilha @CamaraMunicipalMatosinhos @Matosinhoshabitempresamunicipal @camaramunicipaldoporto @municipiomaia @municipiopenafiel @camaramunicipalgondomar @municipioparedes @dgconsumidor @bancodeportugal

 

#FundaçãoEDP #ATESÁreaTransversaldeEconomiaSocialdaCatólicaPorto #UniversidadeCatólicaPortuguesa #CatólicaPorto #IncentivarPartilhaAssociação #CâmaraMunicipaldeMatosinhos #MatosinhosHabit #CâmaraMunicipaldoPorto #CâmaraMunicipaldaMaia #CâmaraMunicipalPenafiel #CâmaraMunicipaldeGondomar #CâmaraMunicipaldeParedes #DirecaoGeraldoConsumidor #BancodePortugal

16.Jun.20

Como criar o seu próprio emprego se estiver desempregado

C O M O C R I A R.png

A taxa de desemprego subiu consideravelmente com a crise provocada pelo surto de coronavírus. Muitas vezes, dada a falta de oportunidades no mercado de trabalho, algumas pessoas optam por lançar um negócio, criando assim o seu próprio emprego. 

 

  • Como pode fazê-lo?

 

O Instituto de Emprego e Formação Profissional poderá ajudá-lo. O IEFP dispõe de vários apoios técnicos e financeiros de modo a que possa criar o seu próprio emprego. 

 

  • Em que consiste os apoios à criação do próprio emprego?

 

No fundo, consiste no adiantamento de pagamento das prestações de subsídio de desemprego. Por isso, poderá receber o valor total ou parcial e terá ainda a possibilidade de acumular com as linhas de crédito bonificado MICROINVEST E INVEST+. É importante referir novamente que o IEFP assegura o apoio técnico aquando do lançamento do seu negócio. 

 

  • Quais os requisitos necessários para beneficiar destes apoios?

 

→ 18 anos de idade à data da candidatura

→ Não pode deter de outra atividade ou trabalho remunerado

→ O valor das prestações de desemprego pode ser utilizado com o objetivo de adquirir um estabelecimento ou capital social de uma empresa que já existe

→ O projeto tem que possuir viabilidade económica ou financeira, isto é, tem que ser sustentável a médio e longo prazo

@fundacaoedp @ates @universidadecatolica @catolicaporto @incentivarapartilha @CamaraMunicipalMatosinhos @Matosinhoshabitempresamunicipal @camaramunicipaldoporto @municipiomaia @municipiopenafiel @camaramunicipalgondomar @municipioparedes @dgconsumidor @bancodeportugal

#FundaçãoEDP #ATESÁreaTransversaldeEconomiaSocialdaCatólicaPorto #UniversidadeCatólicaPortuguesa #CatólicaPorto #IncentivarPartilhaAssociação #CâmaraMunicipaldeMatosinhos #MatosinhosHabit #CâmaraMunicipaldoPorto #CâmaraMunicipaldaMaia #CâmaraMunicipalPenafiel #CâmaraMunicipaldeGondomar #CâmaraMunicipaldeParedes #DirecaoGeraldoConsumidor #BancodePortugal

08.Jun.20

Sugestões para a sua vida financeira no período de pandemia

S U G E S T Õ E S.png

A inesperada pandemia trouxe consequências negativas para a vida económica de todos nós. No entanto, não podemos nos deixar mergulhar por esta negatividade, sendo necessário arranjar soluções a fim de combater situações desagradáveis por ela geradas. É neste sentido que lhe iremos fornecer as seguintes sugestões:

1. Acredite em si próprio

 

 

Apesar das circunstâncias atuais lhe puderem obrigar a uma mudança de planos, há que acreditar na sua capacidade de conseguir ultrapassar os desafios. É importante que o positivismo se sobressaia e que consiga visionar melhores cenários que o levem a concretizar os seus objetivos iniciais.

2. Mantenha-se informado 

Num contexto de constantes alterações na sua vida financeira e profissional, torna-se vital manter-se informado. Tome conhecimento sobre as novas medidas e oportunidades que lhe podem trazer alguma estabilidade para a sua vida económica. Lembre-se que a informação é extremamente importante.

3. Mantenha a calma e saiba esperar pelo momento certo

 

 

Muitas são as vezes que somos levados pela teimosia em insistir no que, no momento, é inalcançável. Por isso, saber esperar é uma arte que o pode ajudar e beneficiar, principalmente, num contexto em que se pode vir obrigado a adiar alguns dos seus projetos. É importante que não arrisque em compromissos financeiros que posteriormente não conseguirá dar resposta. Seja prudente de modo a alcançar os seus objetivos o mais eficazmente possível. 

@fundacaoedp @ates @universidadecatolica @catolicaporto @incentivarapartilha @CamaraMunicipalMatosinhos @Matosinhoshabitempresamunicipal @camaramunicipaldoporto @municipiomaia @municipiopenafiel @camaramunicipalgondomar @municipioparedes @dgconsumidor @bancodeportugal

#FundaçãoEDP #ATESÁreaTransversaldeEconomiaSocialdaCatólicaPorto #UniversidadeCatólicaPortuguesa #CatólicaPorto #IncentivarPartilhaAssociação #CâmaraMunicipaldeMatosinhos #MatosinhosHabit #CâmaraMunicipaldoPorto #CâmaraMunicipaldaMaia #CâmaraMunicipalPenafiel #CâmaraMunicipaldeGondomar #CâmaraMunicipaldeParedes #DirecaoGeraldoConsumidor #BancodePortugal